top of page

Seminário vai debater avanços e limites do jornalismo e do ativismo ambiental

Participe conosco!


Os cientistas alertam que já estamos chegando a um ponto de não retorno da atual crise climática, intensificada pelas ações da humanidade. No entanto, esse recrudescimento já vem sendo anunciado há várias décadas, desde o século passado. Essa trilha de destruição do planeta tem como marco inicial a revolução industrial, que começou na Inglaterra no século XVIII. É compreensível que lá no início, há mais de 250 anos, as emissões de gases de efeito estufa não fossem percebidas como vilãs do clima. Afinal, a carga de CO² equivalente era ainda muito pequena. Só que esse novo fenômeno social não parou de crescer, segue se alastrando e contaminando todos os recantos da superfície terrestre, das profundezas dos oceanos, da nossa atmosfera e, inclusive, do espaço sideral a que temos chegado com nossas tecnologias.


Mas, por que demoramos tanto para compreender e aceitar que os malefícios da acumulação de poluentes estão comprometendo a continuidade da vida na Terra, mesmo após tantos anos de alertas incansáveis de ambientalistas embasados na Ciência? Por que, além disso, os grandes tomadores de decisões à nível planetário demoram tanto para efetivar uma política mundial de reversão do aquecimento global, mesmo diante de tanta cobertura que a imprensa vem realizando já também há alguns anos? O que falta para avançarmos na conscientização das nações, estados, municípios, bairros e da cidadania de modo geral?


É com base nessas inquietações, entre outras, relacionadas, que estamos promovendo o Seminário Jornalismo e Ativismo Ambiental: avanços e limites na defesa do ambiente natural. Serão duas noites de diálogos entre jornalistas e ecologistas interessados em debater esse tema de grande relevância para o futuro da humanidade e da vida em geral no planeta.


A promoção é uma parceria entre a Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), a Associação Riograndense de Imprensa (ARI), o Grupo de Pesquisa em Jornalismo Ambiental da Universidade Federal do RS (Ufrgs) e o Núcleo de Ecojornalistas (NEJ-RS) do RS. O Seminário será realizado nos dias 8 e 15 de agosto de 2023, às 19h, no Salão Nobre da sede da ARI, no Centro de Porto Alegre (Borges de Medeiros, 915/8º).


Fica aqui o nosso convite para vocês, jornalistas e ecologistas brasileiros e brasileiras. Confira a programação na página do evento aqui no sítio de internet da Agapan, em www.agapan.org.br/seminario e faça a sua inscrição. Estimulamos doações de alimentos para serem entregues à Retomada Gãh Ré.


Grande abraço, Heverton Lacerda Jornalista, presidente da Agapan e integrante do GPJA/Ufrgs

Comments


bottom of page