• Agapan

Hoje, dia 17 de dezembro, é o “Dia do Bioma Pampa”



É nítido que a degradação humana é reflexo das ações sobre a natureza. A ganância e o imediatismo, nessa constante busca por atingir sempre recordes de produção e produtividades, fazem com que o agro-destruidor e contaminador comprometa inclusive a segurança e a soberania alimentar da população. Para tanto, nesta data e em todos os dias, conclamamos a população a se integrar na defesa do nosso riquíssimo e único Bioma Pampa, espaço esse onde governos estadual, federal e de alguns municípios gaúchos promovem a destruição dessa riqueza natural e "alimentar".

Diante de tantos acordos e retrocessos, a partir principalmente da flexibilização de importantes leis, é importante que se estanque essa feroz devastação, implementando imediata moratória na área agrícola, minerária e administrativa.

O governo tem que cumprir a Constituição e não destruí-la!

O Pampa é o Bioma mais atacado no Brasil, com menor áreas de proteção, e como qualquer região do Planeta não serve para ser contaminado, ter seu solo destruído, sua história desrespeitada, seu povo ludibriado e seus valores desqualificados. Além disso, não necessitamos nem merecemos processos minerários e lavouras de destruição de grãos e árvores.

Nossas aptidões estão na agricultura familiar (e não o tecno-agro-colonialismo), na produção de alimentos saudáveis (sem venenos agrícolas), no Turismo Rural, ecológico e na geobiodiversidade, na produção e apoio à cultura, no respeito aos povos tradicionais, no suporte e incentivo a empresas que respeitam o meio ambiente e os cidadãos. O Bioma Pampa é o símbolo maior do Rio Grande do Sul!

Nosso povo, nossas tradições, aptidões e solo não são moedas de negociações para que inescrupulosos gerem mais e mais riquezas para os já ricos.

O Bioma Pampa e o povo Pampeano merecem respeito!

Vida longa ao Pampa, à toda sua riqueza natural e humana e à nossa cultura!!

SALVE O DIA DO BIOMA PAMPA! SALVE O BIOMA PAMPA!