23 dezembro 2011

21 de Dezembro: Aprovado Projeto de Lei das Queimadas. VETA TARSO!!!

Deputados das Queimadas do RS.

No dia 21 de dezembro de 2011, no apagar das luzes e véspera de Natal, em sessão extraordinária foram 28 deputados votando pelo "SIM" à volta das queimadas - Projeto de Lei 175 que altera o Código Florestal do RS , projeto de Edson Brum.

Pedimos ao sr Tarso Genro, governador deste Estado: VETA TARSO!!!

Vejam quem são os Deputados gaúchos que votaram sim ao retrocesso ambiental, isto é, às QUEIMADAS!!!!



Projeto de Lei 175/2011 - Edson Brum


PARTIDOUFPARLAMENTARVOTO
PTRS Alexandre LindenmeyerN
PTRS Altemir TortelliN
PTRS Ana AffonsoN
PTRS Edegar PrettoN
PTRS Jeferson FernandesN
PTRS Luis Fernando SchmidtN
PTRS Luis LauermannN
PTRS Marisa FormoloN
PTRS Miriam MarroniN
PTRS Nelsinho MetalúrgicoN
PTRS Raul PontN
PTRS Valdeci OliveiraN
PMDBRS Alexandre PostalS
PMDBRS Álvaro BoessioS
PMDBRS Edson BrumS
PMDBRS Giovani FeltesS
PMDBRS Márcio BiolchiS
PMDBRS Maria Helena SartoriS
PPRS Ernani PoloS
PPRS João FischerS
PPRS Pedro WestphalenS
PPRS Silvana CovattiS
PSDBRS Jorge PozzobomS
PSDBRS Lucas RedeckerS
PSDBRS Pedro PereiraS
PSDBRS Zilá BreitenbachS
PDTRS Alceu BarbosaS
PDTRS Dr. BasegioS
PDTRS Gerson BurmannS
PDTRS Gilmar SossellaS
PDTRS Marlon SantosS
PTBRS Aloísio ClassmannS
PTBRS Cassiá CarpesS
PTBRS José SperottoS
PTBRS Marcelo MoraesS
PTBRS Ronaldo SantiniS
DEMRS Paulo BorgesS
PSBRS Catarina PaladiniS
PSBRS Heitor SchuchS
PSBRS Miki BreierS
PCdoBRS Raul CarrionN


Total SIM: 28
Total NÃO: 13
Total de Votos: 41

Um comentário:

Elenita Pereira disse...

Essa mudança na lei é, no mínimo, estranha. Vejam a justificativa do projeto 175/2011: "a necessidade de instituir critérios e normas para uso do fogo controlado como medida
fitossanitária de controle do "Serrador da Acácia-Negra" (Oncideres Impluviata)"...
Não pude deixar de lembrar do artigo do Roessler sobre o assunto, em que ele relaciona o aumento do "bicho serrador" à matança de passarinhos, pois estes faziam o controle de "pragas" como o serrador, ao alimentar-se delas. No artigo, intitulado "O bicho-serrador da acácia" (Correio do Povo, 15/03/57), Roessler menciona que o município de Montenegro baixou uma lei de combate ao serrador, obrigando os silvicultores a queimar os galhos das árvores atingidas pela "praga". No entanto, a medida era insuficiente, porque segundo Roessler, "o chão está atapetado de galhos secos cortados, dos quais desincubarão legiões de novos serradores". E ainda acrescentou: "sempre existiu o serrador, mas, controlado pelos pássaros, nunca se tornou praga como agora".
Vejam, esse texto foi escrito há 54 anos!!! Tanto tempo depois e ainda repetem-se os mesmos erros? Insiste-se nas mesma leis ineficazes? Sem falar que o "combate ao serrador" é uma justificativa totalmente esfarrapada, que pode servir como desculpa para todo o tipo de queimada, nesse estado que tanto já sofreu com elas, ao longo da história, como o próprio Roessler criticou em outros artigos.
Tomara que o Tarso vete, já que todos os deputados do partido dele votaram contra. E, por fim, esse episódio vem, mais uma vez, lembrar o quanto as palavras de Roessler ainda fazem sentido...